Buscar
  • Márcia Martins

SECA SAZONAL

Atualizado: Ago 26

Russi propõe ações de prevenção e combate a incêndios, sobretudo no Pantanal

Entre as indicações: disponibilização de equipamentos de combate ao fogo, perfurações de poços artesianos e criação de ações emergenciais de fiscalização e conscientização a fim de conter as queimadas que assolam a região.

Os incêndios que atingem a região do Pantanal mato-grossense já destruíram mais de 261 mil hectares, conforme monitoramento feito pelo instituto SOS Pantanal. A marca está próxima do registrado neste mesmo período, em 2020, quando foram devastados 265 mil hectares. Preocupado com a situação e na busca de evitar novas tragédias, o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Max Russi (PSB), apresentou várias indicações de combate as queimadas, sobretudo na região do Pantanal. Entre as propostas, a disponibilização de equipamentos de combate ao fogo, perfurações de poços artesianos e criação de ações emergenciais de fiscalização e conscientização, a fim de conter os incêndios sazonais que assolam o Pantanal.

A região, que nos últimos anos, tem sido palco de incêndios e queimadas, causados pela ação humana como alvo de implantação de atividades econômicas ligadas à pecuária e agricultura, faz parte da gestão política de Russi.

“O nosso Pantanal precisa ter uma política constante de preservação, entrar efetivamente na pauta de ações para combater outros problemas além das queimadas criminosas, como o garimpo ilegal, a pesca predatória e o avanço irregular da agricultura. Necessita de ações integradas e constantes, fruto de uma política pública pensada para hoje e para o futuro”, defendeu o deputado.

Segundo estudiosos, outra questão que poderá diminuir bastante os danos causados pelos incêndios no Pantanal é a perfuração de poços artesianos. Diante desta comprovação, Max Russi, disse que o governo federal deve liberar nos próximos dias, verba para a construção de cinco postos de prevenção ao longo da Estrada Parque Transpantaneira (MT-060).

“A medida visa estruturar o sistema de mananciais na rodovia, onde serão construídos os postos de prevenção, nos quais serão perfurados poços com o objetivo de solucionar a falta de água nas lagoas durante o período de estiagem e de queimadas”, explicou o presidente do Legislativo ao rememorar que no ano passado o problema de falta de água dificultou bastante as ações de combate aos incêndios, já que as principais fontes são os rios Bento Gomes, Pixaim e Cuiabá, que ficam muito distantes um do outro.

Veja algumas das indicações de preservação e combate:

Indicação n° 4021/2021 - destinação de recursos para o combate aos incêndios recorrentes na região do Pantanal do município de Cáceres.​

Indicação nº 3498/2020 - criação de ações emergenciais de fiscalização e conscientização a fim de conter os incêndios que assolam o Pantanal.

Indicação nº 5031/2020 – pede a criação de campanhas de arrecadação de alimento e água para os animais do pantanal de Mato Grosso, já que os incêndios destruíram grande parte da vegetação que fornecia comida à fauna local.

Indicação n° 5822/2019 – requer a implantação e a regularização de sinalizações na (MT 060) (Zélito Dorileo / Transpantaneira).​

Indicação n° 1724/2021 - disponibilização de equipamentos de combate a incêndio para a Brigada Municipal que será criada na cidade de Jaciara.

Indicação n° 1731/2021 - criação de uma Brigada de Incêndio, assim como a disponibilização de um caminhão equipado para o combate a queimadas, para a cidade de Terra Nova do Norte.

Indicação nº 3829/2020 - intensificação na fiscalização de incêndios criminosos nas matas próximas às áreas urbanas e nas áreas das reservas indígenas.

27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo