Buscar
  • José Marques

Max Russi quer fomentar programa de acesso social a óculos e atendimentos oftalmológicos


Viabilizar o acesso a atendimentos oftalmológicos e óculos de baixo custo a famílias de baixa renda é o principal objetivo de uma das indicações apresentadas pelo deputado Max Russi (PSB). A intenção é criar um cadastro de empresas interessadas em realizar atendimento a custo de tabela social.


O parlamentar explica que o intuito do programa é comtemplar pessoas que se declaram em situação de vulnerabilidade social. "Através da listagem das empresas, que manifestarem interesse em prestar esse serviço, será possível a realização se uma consulta com o oftalmologista e compra dos óculos”, exemplificou.


Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), atualmente no Brasil cerca de 35 milhões de brasileiros possuem problemas de visão. Muitos já atingiram o estágio de cegueira, devido à falta de tratamento adequado. Boa parte desses números pertence a pessoas que não possuem condições de adquirir óculos de grau.


Essa tem sido uma das bandeiras de Max Russi na atual legislatura. O deputado explicou que, inclusive, já fez apontamentos e estudos sobre uma melhora dos atendimentos nas unidades públicas, para que o cidadão tenha fácil acesso ao atendimento e com mais agilidade."Empresas que trabalham com isso já procuraram meu gabinete, com a intenção de atender a população", afirmou.


Em 2018 foi apresentado pelo parlamentar o Projeto de Lei de n° 10.739, que prevê que as escolas públicas de Mato Grosso solicitam aos pais no ato da matricula o atestado oftalmológico. Em seguida criou a PL n°318/2018, para assegurar o aluno a ter acesso à educação na ausência do exame.


Para o deputado Max Rusi, essa ação fortalece a realização de politicas públicas necessárias à população mais carente. "Temos que continuar buscando formas de levar acesso a quem mais precisa. Em relação a educação, a boa visão é primordial", ratificou.

5 visualizações