Buscar
  • José Marques

Max Russi cobra mamógrafo para Regional de Saúde Centro Norte


Diversos motivos apontam a necessidade de um aparelho de mamografia para a Regional de Saúde Centro Norte, localizada em Diamantino, responsável por levar atendimento a mais de 100 mil pessoas. Esse número eleva a demanda para esses exames radiológicos, todos tendo que ser regulados para Cuiabá, acarretando outros problemas, tais como gastos despendidos e a não garantia de atendimento. A intenção da cobrança do deputado Max Russi (PSB), através da Indicação nº 3778/2019, é que o Estado providencie o mamógrafo, para que essa população seja atendida.


Conforme a justificativa do parlamentar, a quantidade de procedimentos disponibilizados pela capital é muito abaixo dos pactuados no Sistema de Pactuação dos Indicadores do Sistema Único de Saúde (Sispacto/Sus).


Além disso, os dados apontam que em 2018 a quantidade necessária de mamografias, na faixa etária entre 50 e 69 anos, foi de 3600 análises, mas apenas 726 foram ofertadas pelo Sistema Nacional de Regulação (Sisreg).


“A Regional é obrigada a encaminhar os pacientes, por conta da falta desse aparelho. E é justamente essa distância, entre a sede e a capital que acaba gerando grandes dificuldades de deslocamento e financeiras, a pacientes que precisam desse exame”, analisou.


Outro fator levantado por Max Russi é quanto ao elevado número de casos de câncer de mama registrados na região. Ele acredita que com a viabilização de um aparelho de mamografia vai auxiliar no processo de rastreamento e prevenção dessa doença.

“Sabemos que a detecção precoce é a chave para um tratamento bem sucedido. Esse aparelho também poderá indicar a necessidade, ou não, de tratamentos mais intensivos e até cirurgia”, justificou.


A Regional de Saúde do Centro Norte também é formada por: Alto Paraguai, Nobres, Nortelândia, Nova Maringá, Rosário Oeste e São José do Rio Claro.

0 visualização